quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A Importância dos Jogos e Brincadeiras Populares

        O jogo é reconhecido como meio de fornecer à criança um ambiente agradável, motivador, planejado e enriquecido, que facilita a aprendizagem de várias habilidades.
        Brincando e jogando, a criança estabelece vínculos sociais, ajustando-se ao grupo e aceita a participação de outras crianças com os mesmos direitos. Obedece às regras traçadas pelo grupo, como também propõe suas modificações. Aprender a ganhar, mais também aprender a perder. Na experiência lúdica, a criança, assim como o adulto, cultiva a fantasia, vivencia a amizade e a solidariedade, traços fundamentados para se desevolver uma cultura solidária na sociedade brasileira atual.
       Piaget (1976) diz que a atividade lúdica é o berço obrigatório das atividades intelectuais da criança. Estas não são apenas uma forma de desafogo ou entretenimento para gastar energia das crianças, mais meios que contribuem e enriquecem o desenvolvimento intelectual.
        Pode-se perceber a importância dos jogos e brincadeiras infantis para o desenvolvimento intelectual e social da criança.
Infelizmente, devido ao progresso e às mudanças dele decorrentes, as brincadeiras e jogos infantis populares estão sendo substituídos pela televisão, pelos jogos eletrônicos e pelo computador. A evolução urbana também tem contribuído para a extinção dessas atividades.
Contudo, muitas brincadeiras tradicionais ainda se fazem presentes no cotidiano das crianças, que afirmam ter aprendido estas brincadeiras juntamente com colegas nos momentos de recreação na escola ou pela interferência de professores. Dessa forma, ressaltamos a importância de iniciativas no contexto escolar que trabalhem a cultura lúdica e corporal como conteúdo pedagógico em Educação Física.






LINKS ASSOCIADOS:

http://cev.org.br/biblioteca/mudancas-sociais-jogos-brincadeiras-populares-cintexto-rural
http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=372&Itemid=189

Um comentário:

  1. um pequno comentario mais a pura verdade
    ass:ciro alves de oliveira mortati

    ResponderExcluir